Artigos do Presidente da Adesf
Sem Educação não há Lei nem Liberdade
 
Mário Albanese

*Realmente, a desinformação é mesmo uma droga! Desde 1953, há 56 anos, sabe-se que tabagismo causa câncer! O médico alemão Ernest Wynder (1922 – 1999), pincelou ratos com alcatrão e comprovou que cigarro causa câncer. Acuadas e ameaçadas as tabaqueiras apressaram-se em ridicularizar a descoberta do cientista ao publicar um anúncio em 448 jornais alegando ausência de evidência científica... Apesar dessa evidência, nos anos 60 e em obediência ao contrato assinado com as indústrias do tabaco, os seriados de TV com protagonistas médicos, os doutores Kildare e Ben Casey eram obrigados a fumar até o fim um número determinado de cigarros, isso, a cada episódio e dentro do hospital! Esse tipo de conduta caracterizou uma forma de corrupção ativa e passiva apelidada de lobby. No século 21, o expediente continua o mesmo, financiar estudos e pesquisas com resultado encomendado, comprar espaço em jornais, revistas, rádio e tv, ou por qualquer outro meio. Criaram o CIAAR – Center for Indoor Air Reserch - Centro de Pesquisa do Ar nos Ambientes Fechados - que encerrou sua atuação em 1988 por fraude! Observe-se que o estudo da Universidade de San Diego, na Califórnia evidenciou que a nicotina acumulada no corpo e na roupa dos fumantes é suficiente para contaminar todos os que estão em volta. Concluiu que, pais que fumam apenas fora de casa, apresentaram níveis de cotinina, um subproduto derivado da nicotina, oito (8) vezes mais elevado na comparação com os filhos dos que não fumam. Os pesquisadores explicam o fato pela presença duradoura da nicotina no ar, na poeira acumulada nos objetos, cortinas, tapetes e paredes. Assim, a poluição promovida pelo tabagismo fica impregnada no fumante e com ele caminha para todos os ambientes. Vale lembrar que o útero da gestante que fuma é o primeiro ambiente fechado que obriga o nascituro a passar fome e fumar junto. Esse fato, de relevante importância epidemiológica, com o passar dos anos, promoverá a degradação da espécie humana em razão das afecções congênitas: bronquite, bronqueolite e asma, uma herança doentia que o nenê carregará para sempre. A possibilidade de nascer malformado também é acentuada. Lábio leporino, fissura palatina (goela de lobo), sindactilia (mão de pato), estrabismo, tudo isso sem considerar os que nascem prematuros ou mortos. Para usufruir da liberdade, é preciso cumprir a lei com educação e respeito, quesitos essenciais para um convívio harmonioso e justo. Se o uso do banheiro, por exemplo, é um direito íntimo pessoal intransferível que tem como limite a higiene, para o fumante, a necessidade de fumar tem como limite a preservação da higiene ambiental de não poluir o ar que todos respiram (Inciso 3º do Art. 1º e inciso 2º e 10º do Art. 5º da Constituição, além do Art. 2ºda CLT).

Acreditando que o desejo atrai e a fé no trabalho realiza, a ADESF conta com seu imprescindível apoio.

Com particular consideração,

Mário Albanese, OAB 11.159 - Presidente.

voltar